sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Cavalgo sempre no amanhecer



Meu cavalo é veloz
acompanha a nascente
cavalgo sempre no amanhecer.


Ilustração e poema de Solivan

8 comentários:

  1. Procurando a certesa, na imensidão da escuridão que perdi ao longo da cavalgada ....
    A procura daquilo que nem mesmo sei se um dia tive, simplismente por gostar do seu galope...
    E cavalgo para ver o nascer do sol,o qual, acalenta meus penssamentos....


    (me perdoe mas senti vontade de continuar o seu poema)ApS...

    ResponderExcluir
  2. Não sei qual é mais bonito, se o poema escrito, ou se o poema visual. Voce continua afinadíssimo!
    Anair Weirich

    ResponderExcluir
  3. Crinas ao vento
    sem pensamento,
    ir e ir,
    é tudo que quero ao
    encontro do sol,
    ao amanhecer.
    ...

    Nada inédita minha reação, li aí depois da idéia tida, que mais gente fez algo assim, quis também cavalgar ao amanhecer.
    Um abraço caro confrade
    Apareça por aqui
    Maria Lúcia

    ResponderExcluir
  4. Tenho é que agradecer,
    é bom ver que que meu poema gera outros.

    ResponderExcluir
  5. O mais bonito é você ler Anair.

    ResponderExcluir
  6. Olá Maria Lúcia,que bom ver você aqui,volte sempre,com mais e mais poemas,saudades
    dos companheiros,espero rever todos na Primavera das Letras.
    Fica o orgulho ao saber que meu poema gerou mais poemas.

    ResponderExcluir
  7. gostei do subtítulo "de uma ovelha negra"
    Esse cavalo tem pinta de éguinha das mais velozes...quem fez essa maravilha de animal?
    beijo grande , Solivan!
    Cavalgar no amanhecer é, de fato, mais excitante, mais vital; com a energia do sol,
    as campinas orvalhadas e tal

    ResponderExcluir
  8. É meu Neuzza,o cavlao feito com papier maché.

    ResponderExcluir