segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Lembra Neuzza Pinheiro

Este poema para Neuzza Pinheiro que esta com seu seu livro novo"Pele e osso"




Lembra Neuzza, eu lembro como se fosse hoje
quando disse :

Olha Neuzza um Pinheiro carmim.

Olha Neuzza ,olha, no Pinheiro estão nascendo maças.

Olha Neuzza um Pinheiro com cheiro de mar e rosas.

Olha um Pinheiro florescendo como um ipê.

E foi assim a tarde inteira,
como que te alimentado
do que tinha de belo onde eu moro.

Neuzza, Neuzza,
como gosto de te mostrar coisas bonitas,
Sabe
teu nome tem um gosto de Paraná.

Lembra Neuzza, quando vimos
as cataratas brancas como os cabelos de minha avo
da ponte, dos rios e dos perfumes.

E então anoiteceu e você cantou,
respirávamos na mesma sala
mas quando exalava
o que saia do seu peito era canção.
Foi bom ouvir
seu peito moldar o ar
e fazer dele musica.
É bonito
quando algo simples transmuta-se em belo.

Ha Neuzza, lembro tanto de tua voz,
tenho certeza Neuzza,
que na noite que você foi gerada
teu pai bebeu vinho
e tua mãe comeu pêssegos aveludados e pombos no jantar,
por que é destas substancias
vinho,veludo e pomba
que é feita sua garganta canora.

foto e poema de Solivan

7 comentários:

  1. Solivan

    te ofereço
    um Soluço
    e um Silêncio
    O Silêncio Musical
    sob cuja pele
    minha avó Gercina
    me acolheu
    minha querida avó
    e sinto alegria

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Um poema é um dos mais belos presentes que uma mulher pode receber.

    Parabéns pelo poema Solivan
    e que a Neuzza tenha muitas alegrias com seu livro

    ResponderExcluir
  4. Neuzza,foi bom ter você por perto,nestes poucos dias.

    ResponderExcluir
  5. Sim Eliane,dias felizes passam,os poemas ficam.

    ResponderExcluir
  6. fico muito grata, Eliane, pelas palavras de carinho sobre o meu livro. Abraço em vcs, Eliane, Marizete.

    ResponderExcluir